Os benefícios dos leites vegetais

Leite de coco, leite de amêndoas, leite de aveia, leite de arroz, leite de nozes e leite de soja são alguns dos exemplos de leites vegetais, uma bebida similar ao leite, mas, que não é feita a partir do leite da vaca, como na receita original da bebida tradicional.

Como o próprio nome já nos indica, ela é produzida por meio de um ingrediente vegetal e pode ser utilizada por pessoas que sofrem com intolerância à lactose, seguem uma dieta específica que proíbe ou restringe o consumo de comidas e bebidas de origem animal ou simplesmente desejam experimentar outras formas de leite.

leite-vegetal

Benefícios do leite vegetal

1. Número de calorias por porção

Uma porção de 200 ml de leite integral possui 124 calorias. Enquanto isso, os mesmos 200 ml de leite de soja trazem 82 calorias. Já uma porção igual de leite de amêndoas vem com 34 calorias, o leite de aveia contém 89 calorias e o de arroz tem 108 calorias.

Os dados mostram que para quem deseja emagrecer ou manter a boa forma, através do controle calórico, substituir o leite integral pelo leite vegetal é uma tática bastante vantajosa.

É claro que isso não garantirá o emagrecimento ou a perda de peso, porém, poderá auxiliar o processo, de maneira geral.

2 – Facilita a vida de quem sofre com restrições alimentares

Quem sofre com intolerância à lactose sabe como pode ser difícil encontrar alimentos e receitas que não tragam problemas à saúde.

O fato de poder ter acesso a um leite vegetal – e poder prepará-lo em casa, controlando os ingredientes utilizados na bebida – facilita na hora de preparar as refeições, tendo em vista que o leite é utilizado em muitas receitas culinárias.

3 – É nutritivo

Alguns tipos de leite vegetal vem fortificados com cálcio, potássio, vitamina A, vitaminas do complexo B e vitamina D. Além disso, eles não possuem colesterol e não são fontes de gorduras ruins.

No entanto, antes de levar os leites vegetais para casa, tenha certeza que ele foi realmente complementado com os nutrientes mencionados acima. A informação deverá estar presente na embalagem do produto.

O leite de soja, por exemplo, ainda é fonte em proteínas.


Já baixou nosso ebook? São várias receitas sem glúten gratuitas para você!   São receitas de pães, pizza, doces e sobremesas. 


4 – Auxilia a digestão

Tanto a lactose quanto a proteína do leite podem tornar a digestão mais complicada.

Uma vez que os leites vegetais não possuem essas substâncias em suas composições, eles contribuem com a digestão ao mesmo tempo em que colaboram com o combate a problemas como prisão de ventre e síndrome do intestino irritável, por exemplo.

Leites vegetais como o de amêndoa também trazem uma boa dose de fibras, um grupo de nutrientes que faz bem ao processo digestivo.

5 – Baixo índice glicêmico

O índice glicêmico é uma unidade que avalia a velocidade pela qual o consumo de um alimento promove o aumento das taxas de açúcar no sangue.

Quanto maior for o índice glicêmico, maior é a velocidade pela qual a bebida ou comida em questão provoca picos de glicose no sangue. Já quando esse número é baixo, o nível de açúcar cresce aos poucos, de maneira consistente.

Para quem sofre com diabetes, o ideal é ingerir alimentos com baixo índice glicêmico, que ajudam a controlar a taxa de glicose sanguínea. Por que estamos falando tudo isso?

É que o leite de soja, um tipo de leite vegetal, possui baixo índice glicêmico e pode contribuir neste sentido.

6 – Sem glúten

Para os portadores de doenças que impedem a ingestão de glúten ou as pessoas que seguem programas alimentares que não permitem o consumo da proteína, o leite de arroz é uma boa alternativa de leite vegetal, tendo em vista que ele não possui a substância em sua composição.

No entanto, é importante prestar atenção, pois o leite de arroz também não traz muitas proteínas e é rico em carboidratos.

7 – Fonte de antioxidantes

O leite de nozes é um leite vegetal que abastece o corpo com uma boa dose de antioxidantes. Estas substâncias são importantes porque auxiliam as células do corpo humano, combatendo as ações dos radicais livres que causam doenças e aceleram o processo de envelhecimento.

Fonte: http://www.mundoboaforma.com.br/7-beneficios-leite-vegetal-e-como-fazer-em-casa/#m5kBAYsiOegg8mfm.99


 

leite-de-coco-2

Leite de coco caseiro

Ingredientes:

  • 1 coco seco inteiro;
  • 750ml de água;

Modo de preparo:

  • Faça um furo no coco e extraia a água;
  • Leve o coco até o forno a 180 graus, por aproximadamente 10 minutos até rachar (voce vai ouvir um estalo quando ele rachar a casca);
  • Quebre o coco e extraia a polpa;
  • Corte em pedaços (se preferir retire a pelicula escura que fica no exterior da polpa);
  • Deixe os pedaços do coco de molho em 400ml de água morna;
  • Após uns 15 minutos, leve tudo ao liquidificador, acrescente o restante da água e bata na velocidade média;
  • Com a ajuda de uma peneira e um pano, separe o líquido dos resíduos do coco;
  • Esprema bem o pano para soltar todo o líquido;
  • Seu leite de coco está pronto, e o que sobra do coco pode ser usado em preparos pães, bolos ou para engrossar vitaminas;

Rende: 750ml de leite de coco

 

 


Cadastre-se e receba nossas novidades: 

botao-de-inscricao

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.